Pesquisar

Carregando...

Resenha do filme: AMIZADE COLORIDA


Resenha: AMIZADE COLORIDA (Filme em Destaque)



AMIZADE COLORIDA(Friends With Benefits, EUA, 2011)
Gênero: Comédia Romântica
Duração: 110 min.
ElencoEmma StoneMila KunisJustin Timberlake, Rashida Jones, Patricia ClarksonRichard Jenkins,Woody HarrelsonNolan Gould,Andy Samberg, Shaun White, Andrew Fleming, Catherine Reitman, Courtney Henggeler, Masi Oka
RoteiristasWill Gluck, Keith Merryman, David A. Newman
Diretor: Will Gluck
Cotação****
Que bonito de ver a química entre Mila Kunis e Justin Timberlake na esperta comédia romântica AMIZADE COLORIDA (2011), de Will Gluck, mesmo diretor de A MENTIRA (2009), com Emma Stone. Emma, aliás, aparece rapidamente no novo filme, como ex-namorada de Dylan, personagem de Timberlake, cada vez mais à vontade no cinema. O filme já começa mostrando o fim de relacionamentos dos protagonistas, deixando-os sem obstáculos pela frente para se tornarem mais do que amigos.
Essa história de amizade entre homem e mulher que depois se transforma em amor já rendeu um filme querido de muitos cinéfilos, HARRY E SALLY – FEITOS UM PARA O OUTRO. E AMIZADE COLORIDA não está aí para tirar o posto do filme de Rob Reiner, mas para enriquecer o número de comédias românticas que deixam o espectador torcendo por seus personagens e, por que não?, saindo até com lágrimas ao final da sessão.
Na história, Justin mora em Los Angeles e é responsável por um blog campeão de visitas e muito bem assessorado. Ele é convidado para trabalhar na revista GK, em Nova York. E é chegando na “cidade que nunca dorme” que ele imediatamente conhece a caçadora de talentos vivida por Mila Kunis, cada vez mais encantadora. AMIZADE COLORIDA é o seu primeiro papel importante como protagonista, depois do sucesso da série THAT ’70s SHOW. Deixando a adolescência, mas ainda conservando aquele jeito sapeca de ser, Mila tem deixado para trás até mesmo Natalie Portman, seja contracenando juntas (em CISNE NEGRO) , seja fazendo um filme com uma temática parecida (Natalie fez SEXO SEM COMPROMISSO).
A história em si não tem nada de original, mas passa um frescor que poucos filmes do gênero hoje em dia conseguem. O que importa não é como termina o filme, mas todo o desenvolvimento da relação entre os dois. Há também o ótimo personagem de Woody Harrelson, como um homossexual bem diferente, e Patricia Clarckson e Richard Jenkins como coadjuvantes de luxo, mas o importante mesmo é ver o casal de protagonistas juntos em cena. E como não se emocionar com a sequência final, hein?

0 comentários:

Postar um comentário